Buscar
Seja bem-vindo à Editora Revan Já é cadastrado? clique aqui
Minhas Compras 0 itens
Você está em:

VITÓRIA

Foto
Passe o mouse para ativar o zoom Indique o produto
  • Compartilhe:
  • Avalie:
Comprar De R$ 55,00 Por: R$ 27,50
ou 2X de R$ 13,75 sem juros
Economize: R$ 27,50
  • 1X de R$ 27,50 sem juros
  • 2X de R$ 13,75 sem juros

Ficha Técnica

Autor(es): JOSEPH CONRAD
Tradutor(es): Julieta Cupertino
ISBN: 9788571064003
Idioma: Português
Edição: 1ª. Edição
Encadernação: BROCHURA
Número de Páginas: 376
Ano de Edição: 2009
Formato: 14 X 21

Sinopse

O título não tem motivações bélicas. O próprio Joseph Conrad deixa isso claro em sua nota à primeira edição. Em tempos de guerra, as mentes abrem-se a sugestões, e as palavras muitas vezes acabam tomando um caminho certeiro que pode não corresponder às intenções do autor. Não que ele tenha esse controle em tempos de paz. O livro ganha sentido na cabeça do leitor, e aí o autor nunca poderá intervir. O autor, de certo modo, será sempre refém do que escreve, mas isso não o impede de traçar um limite aqui e ali.


Publicado em 1915, no primeiro ano da I Grande Guerra, Vitória trata da tragédia que é não conseguir se encontrar no mundo e dele não poder escapar. Axel Heyst é europeu, de origem nórdia, não o primeiro entre os personagens de Conrad que escolhe o isolamento de uma ilha nos mares do sul da Ásia após o fracasso de um empreendimento comercial, no qual se envolvera mais por acaso do que por vontade. De passagem por uma cidade próxima, vê Lena, a violinista inglesa de um grupo de músicos viajantes. Sente-se atraído e impelido a protegê-la. O conflito virá na forma de Schomberg, dono do hotel onde Lena e Heyst se conheceram, e de Mr. Jones e de seus auxiliares, Martin Ricardo e Pedro. Os três são desperadoes, errantes em busca de dinheiro fácil. Jones, cavalheiro inglês de estranha espécie; Ricardo, servil, mas dado a ideias; e Pedro, o bruto, simplesmente. As primeiras resenhas de Vitória apontaram um tom melodramático na história, mas o melodrama em Conrad é consequência da descida ao abandono de cada um. Parece que, em algum momento, todos tiveram de optar por algum tipo de afastamento e uma comunhão de renegados se fez, dividida em compaixão e esperança, de uns, e astúcia e malícia, de outros. A última edição brasileira de Vitória saiu em 1986. Esta é a 12ª obra de Joseph Conrad publicada pela editora Revan.

 

TAMBÉM DISPONÍVEL EM E-BOOK NOS SITES:

http://www.travessa.com.br/

http://www.amazon.com

http://www.livrariadoadvogado.com.br/

http://livraria.folha.com.br/ebooks/direito/critica-mensalao-ebook-1332302.html

http://livrariacultura.com.br

https://store.kobobooks.com/search?Query=Critica+do+mensalao

 

http://www.apple.com/br/ibooks/

Certificações
Formas de pagamento
  • Crédito VISA
  • Crédito MasterCard
  • Web Boleto
  • Elo
  • Diners
  • Discover
  • American Express
Entre em contato
vendas@revan.com.br
(21) 2502-74-95
Copyright ©2017 Editora Revan. Todos os direitos reservados.

Newsletter