Critica marxista 25

Mais informações
Autor:
Diversos (veja mais livros deste autor)
Editora:
Revan(veja mais livros desta editora)

Por: R$ 38,00 Em 5x de: R$ 7,60

Comprar
Consulte aqui o valor do frete e prazo de entrega do produto
Opção de parcelamento via cartão de crédito
  • 1x de R$ 38,00 sem juros
  • 2x de R$ 19,00 sem juros
  • 3x de R$ 12,67 sem juros
  • 4x de R$ 9,50 sem juros
  • 5x de R$ 7,60 sem juros
Avalie:

"O número 25 da revista Crítica Marxista traz, na seção Artigos, Henrique Amorim falando sobre “Trabalho imaterial, forças produtivas e transição nos Grundrisse de Karl Marx”. Para ele, o trabalho imaterial em Marx é definido em contraposição ao trabalho produtivo, ou seja, atividades vinculadas a serviços e, dentro destes, à utilização da capacidade intelectual dos trabalhadores. “Hoje, as teorias que elegem o trabalho imaterial como força produtiva central rompem com as teses expostas por Marx nos Grundrisse (...) ao caracterizar uma relação de determinação direta entre a transformação da estrutura social e o desenvolvimento de forças produtivas”. Se o trabalho não é expressão de poder ou resistência ao capital, estaria superada a teoria das classes sociais?Essa seção também traz Jean Lojkine com “O novo salariado informacional” e Joachim Hirsch, em “Forma política, instituições políticas e Estado – II”, que busca estudar o déficit de Teoria do Estado no interior da Teoria da Regulação. Anita Leocádia Prestes, filha do ex-presidente do PCB, escreve texto sobre pesquisas que tem desenvolvido para buscar uma “explicação racional e convincente para o papel desempenhado por Luiz Carlos Prestes na elaboração e na aplicação da política do PCB no período de 1945 a 1956/58”. A seção se encerra com Patrick Tort, em “Darwin, eslabón perdido y encontrado del materialismo de Marx”. Zaira Rodrigues Vieira discute Moishe Postone em Comentários. “Da Centralidade do valor: uma introdução à obra de Moishe Postone” aborda o autor que tenta se distanciar das críticas marxistas tradicionais para tratar o socialismo como “uma sociedade caracterizada pela propriedade coletiva dos meios de produção e pela planificação centralizada em um contexto industrializado”. A seção conta também com texto de Luciano Cavini Martorano. As entrevistas de Ângela Lazagna e João Aguiar trazem, respectivamente, “Michael Cahen, Moçambique: o marxismo, a nação e o Estado” e “John Bellamy Foster: Marxismo e imperialismo”. Nas resenhas, “Liberalismo. Entre civilização e barbárie”, de Domenico Losurdo, e “Riqueza e miséria do trabalho no Brasil”, de Edilson Graciolli, entre outros."

Código de barras:
9770104932002
Dimensões:
2.00cm x 16.00cm x 23.00cm
Edição:
1ª. Edição
Marca:
Revan
Idioma:
Português
ISBN:
9770104932002
ISBN13:
9770104932002
Número de páginas:
163
Peso:
240 gramas
Encadernação:
BROCHURA

Sobre os autores

  • Nome do Autor DIVERSOS