Buscar
Seja bem-vindo à Editora Revan Já é cadastrado? clique aqui
Minhas Compras 0 itens
Você está em:

ARTE NO BRASIL COLONIAL

Foto
Passe o mouse para ativar o zoom Indique o produto
  • Compartilhe:
  • Avalie:
Comprar R$ 62,00
ou 6X de R$ 10,33 sem juros
  • 1X de R$ 62,00 sem juros
  • 2X de R$ 31,00 sem juros
  • 3X de R$ 20,67 sem juros
  • 4X de R$ 15,50 sem juros
  • 5X de R$ 12,40 sem juros
  • 6X de R$ 10,33 sem juros

Ficha Técnica

Autor(es): ANTONIO LUIZ D’ARAUJO
ISBN: 9788571062129
Idioma: Português
Edição: 1ª. Edição 2006
Encadernação: BROCHURA
Número de Páginas: 272
Ano de Edição: 2000
Formato: 23 X 16

Sinopse

Resultado de uma longa pesquisa realizada no Brasil e no exterior, Arte no Brasil colonial traça um panorama das artes no Brasil entre 1530 — início efetivo da exploração colonial — e 1822, ano da independência política.

"Arte no Brasil Colonial" traça um panorama das artes no Brasil entre 1530, início efetivo da exploração colonial, e 1822, ano da independência política. Esse convívio incessante de Antonio Luiz d’Araujo com a cultura brasileira, iniciado nos anos 1950, forneceu-lhe material mais que suficiente para traçar este fabuloso panorama que abrange três séculos de nossas artes, tendo como pano de fundo práticas sociais, crenças e preconceitos de então.

O livro é dividido em diversas áreas artísticas: teatro, danças e cantos populares, pintura, escultura e música. Na primeira parte, tomamos conhecimento de como foi crucial a participação da igreja católica, através dos autos teatrais, na conversão dos índios e dos escravos trazidos da África, e a posterior desvinculação das artes cênicas do contexto religioso. No capítulo sobre pintura, temos um abrangente painel da importância dos pintores holandeses e franceses para a documentação de nossas paisagens, fauna e flora, temas considerados "profanos" para os pintores portugueses no início de nossa colonização. Já em escultura, a exuberância do barroco nos leva a Minas Gerais e ao grande artista Aleijadinho, que, juntamente a outros importantes escultores, nos deixou um legado de inestimável valor histórico e artístico. E, finalmente, no capítulo sobre música, conhecemos a rica produção de compositores e intérpretes, que executavam suas músicas em missas, festas e demais acontecimentos sociais.

 

Arte no Brasil colonial também aborda temas polêmicos da história da arte brasileira, como a vinda da Missão Francesa, e outros episódios acontecidos após a transferência da corte portuguesa para o Brasil, fato transformador da vida cultural do país.

Ao mesmo tempo que possibilita o acesso à nossa história, permitindo a ampliação do conhecimento sobre questões fundamentais de nosso desenvolvimento artístico, a obra procura responder à esta questão sempre presente: onde se situa nossa brasilidade?

 

Arte no Brasil colonial vem se somar à safra de bons títulos lançados em comemoração aos 500 anos do Brasil. Com este retrato da alma brasileira, através de sua manifestação estética, buscamos valorizar nossa cultura e difundí-la para todos os públicos.

Leia também

Folha de S.Paulo (13/jan/2001)
Certificações
Formas de pagamento
  • Crédito VISA
  • Crédito MasterCard
  • Web Boleto
  • Elo
  • Diners
  • Discover
  • American Express
Entre em contato
vendas@revan.com.br
(21) 2502-74-95
Copyright ©2017 Editora Revan. Todos os direitos reservados.

Newsletter